Headhunting x Marketplace de Talentos

A decisão de contratar alguém, especialmente nos dias de hoje, é algo importante e que carrega muitas expectativas. Trilhando caminhos tradicionais e utilizando sites de vagas, as empresas acabam recebendo um altíssimo volume de currículos.

Gestores e recrutadores acabam gastando muito tempo lendo CV’s, triando e testando candidatos, que em sua maioria não são suficientemente qualificados ou adequados para a vaga em questão. São várias etapas, durante as quais muitos profissionais desistem, para que, depois disso, possam iniciar a fase que deveria alocar mais esforço: entrevistas com aqueles que preenchem os requisitos.

Para escapar de um alto volume de candidatos mal preparados ou desinteressados, muitas empresas buscam outras opções. Nessa hora esbarram na dúvida: é melhor contratar uma consultoria de headhunting ou cadastrar-se num marketplace de talentos?

Read More

Desigualdade de gênero no recrutamento

A discussão sobre desigualdade de gênero no Brasil pulsa cada dia mais. Para contribuir com o debate, a Contratado apresenta seu primeiro estudo sobre desigualdade no recrutamento de profissionais de tecnologia e negócios.

Os resultados do Relatório: Gênero e Recrutamento | Um panorama sobre a desigualdade de gênero e caminhos para transformá-lo, sugerem um mercado enviesado, que privilegia o gênero masculino na maior parte das etapas do processo.

No que se refere a salários, por exemplo, os números são alarmantes: as propostas são em média 30% menores para as elas, mesmo considerando carreira e senioridade. 

No relatório você encontrará considerações sobre:

  • A presença de mulheres em carreiras de tecnologia e negócios
  • Como os diferentes gêneros se comparam em termos de aprovação e atratividade em processos seletivos
  • As diferenças de pretensões e propostas salariais entre homens e mulheres
  • Proposições para alterar o cenário atual de desigualdade de gênero

Faça o download gratuito do Relatório. Aproveite e confira nosso post sobre Como contratar mais mulheres!

Como contratar mais mulheres para sua empresa tech

Por Daniele Botaro, Diretora de Produtos na Impulso Beta

Há algumas semanas estive no Campus São Paulo, na entrega do 3º Prêmio Mulheres Tech em Sampa, parceria da Rede Mulher Empreendedora e Tech Sampa. E foi incrível! Não só por estimular empresas de tecnologia fundadas ou co-fundadas por mulheres (palmas para os envolvidos), mas por conhecer de perto as soluções pensadas e executadas por mulheres que impactarão a vida de tantas pessoas. O ponto alto para mim foi ver quantas CTOs eram as responsáveis pelo desenvolvimento das ferramentas, pois esse é o desafio real. Mulheres em posições técnicas e não só trabalhando em empresas “tech”.

E tantos (e esgotados) são os motivos que resultam nesse baixo número de mulheres programadoras, cientistas e engenheiras de computação, que não queria escrever mais um artigo para apontar o cenário desestimulante que o setor enfrenta. Poxa, tem tantas empresas se empenhando em atrair, reter e desenvolver mulheres, que queremos focar nas soluções já existentes (se você quiser ler sobre o problema clique aqui ou assista nossa apresentação no Campus São Paulo). Agora, se você quer partir para ação e se inspirar em soluções que já estão sendo executadas, continue lendo esse artigo.

Read More

Retenção​ ​de​ ​talentos:​ ​como​ ​não​ ​perder​ ​os​ ​melhores profissionais​ ​para​ ​o​ ​exterior

Um dos principais desafios das lideranças empresariais, atualmente, é a gestão do capital humano. Valorizar e reconhecer todos os talentos que a organização concentra é uma tarefa complexa e, por vezes, deixada de lado.

O capital humano é um dos ativos mais valiosos para uma organização. Os funcionários são os verdadeiros responsáveis pelo desempenho do negócio e devem ser tratados como protagonistas. Mas como motivar seus funcionários e reter os talentos dentro da empresa? Dica: um bom salário e benefícios não são o suficiente, como já falamos aqui.

Uma empresa que cria estratégias de valorização do capital humano não só garante um time muito mais qualificado, como também atrai os melhores candidatos – é aí que esse investimento cria employer branding.

Read More

Desmistificando o Home Office

Sonho de muitos funcionários e pesadelo de alguns gestores, em apenas três anos o home office será oferecido por cerca de 90% companhias (segundo projeção da multinacional Citrix). Segundo a SAP Consultoria, a prática é adotada por 68% das empresas brasileiras, apesar de pouco se comparado a países como Canadá e Estados Unidos (ambos com 85%), o percentual está crescendo rápido. Isso porque com o aumento da produtividade e a redução de custos, fica difícil ignorar o potencial do trabalho remoto.

Read More

A importância do feedback nos processos seletivos

De acordo com a pesquisa divulgada pelo IBGE, o Brasil encerrou o último quadrimestre do ano passado passado com taxa de desemprego de 12,4%. Trocando em miúdos, 24 milhões de cidadãos estão sem trabalho formal. Dito isso, é de se esperar que, cada vez mais, cresce a importância do feedback nos processos seletivos.

A escassez de ofertas de emprego – e de entrevistas – faz com que os candidatos desenvolvam altas expectativas em torno de cada processo que participam. Embora um feedback negativo não seja uma notícia das mais agradáveis, é sempre bom receber uma resposta para “deseternizar” a espera. E os efeitos positivos dessas ações são notados não apenas pelos candidatos. Para a empresa, é uma importante ferramenta de construção de employer branding.

Read More

5 dicas para melhorar a gestão de pessoas na sua startup

Gerir pessoas é como fazer uma receita de bolo: você pode ter os melhores ingredientes do mercado, se não souber como preparar, vai dar errado. O mesmo se aplica a empresas. De nada adianta contratar profissionais de qualidade, se não conseguir fornecer a eles os estímulos e direcionamentos adequados.

“Então preciso cobrar isso do RH?”. Nada disso, a área de Recursos Humanos é de extrema importância, mas gestão de pessoas é um problema, como o nome já diz, dos gestores de cada área. O RH é responsável por dar apoio, fornecer know how e planos estratégicos, mas não pode colocá-los em prática. São os founders e gerentes que devem ser capazes de lidar com os egos, emoções e expectativas dos subordinados. Função que não é, nem de longe, fácil de executar.

Read More

Agilize seu processo de seleção com o mini-ATS da Contratado

Quais são os principais desafios de um recrutador, atualmente? Sem dúvida, o primeiro é encontrar candidatos qualificados e engajados em processos seletivos. Mas logo em seguida vem a dificuldade de organizar os processos, e as dezenas ou centenas de candidatos que estão avançando nas entrevistas. A gente sabe: quanto mais longo e complexo o processo (com testes, entrevistas, dinâmicas, etc.), mais complicado isso fica. É aí que entram os ATS (Applicant Tracking Systems, ou Sistemas de Acompanhamento de Candidatos).

Read More

Clube Contratado – ou como ganhar até R$ 1.000 por uma indicação

Aqui na Contratado, nós acreditamos que as pessoas devem concorrer em pé de igualdade – tanto é que todos os candidatos participam de rodadas de contratação (entenda e se inscreva aqui). Sabe aquela história de que ter Q.I. (Quem Indica) é fundamental para conseguir um emprego? Então, pode esquecer, porque o tipo de indicação que nós valorizamos é aquela que beneficia todos os lados e não faz ninguém sair prejudicado. Por isso mesmo, criamos o “Clube Contratado“: você indica uma empresa para usar a Contratado e as duas partes ganham. Confira como funciona!

Read More

Retenção de talentos: Torne sua empresa um sonho de consumo

Até que ponto a remuneração e os benefícios financeiros são responsáveis pela permanência de um profissional na empresa? Quanto tempo você ficaria neste emprego se recebesse muito pouco por isso? Pois um(a) especialista em gestão de pessoas que entende o que importa para quem trabalha ali todos os dias, estará agindo para solucionar um dos mais críticos problemas que uma empresa vivencia. Uma coisa é certa: não existe 100% de retenção de talentos. Mas podem existir aqueles que vão recusar 100% de outras propostas bem interessantes só para continuar no seu time. Hora de descobrir como.

Read More